EMAF recebeu 42 689 visitantes profissionais e afirma-se como a maior feira ibérica de tecnologia para a indústria 14.12.2018
Edição de 2018 consolida internacionalização do certame
A vitalidade do sector industrial esteve bem patente durante quatro dias, na Exponor, com 480 players a mostrarem as suas novidades ao mercado na EMAF – Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos e Serviços para a Indústria.

Passaram pela feira 42 689 visitantes, com destaque para a maior visitação de sempre por parte de estrangeiros, 3276. “Definitivamente, a EMAF é uma referência internacional na rota das feiras da indústria”, considera António Proença, director do certame, que este ano bateu o recorde de participantes estrangeiros, com 80 presenças. “O grau de satisfação dos expositores é de tal ordem que já temos manifestações de interesse para a próxima edição, em 2020, na ordem dos 90 por cento”, acrescenta o referido responsável.

Os espanhóis lideram o número de visitantes vindos de outros países, seguidos de Itália, Alemanha e Brasil. Contudo, chegaram à Exponor profissionais da indústria oriundos de 22 diferentes países de todos os cantos do mundo.

Alguns países estiveram representados por delegações empresariais, como os casos do Brasil, China ou Angola, abrindo portas à celebração de novos negócios. Maurício Laranjeira, que chefiou uma delegação da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco, manifestou-se “surpreendido com o avanço da indústria portuguesa em termos de automação industrial”, lembrando que nesta área “o mercado brasileiro ainda está numa fase muito inicial”.

Um dos grandes objetivos da comitiva do «país irmão» foi o de estabelecer parcerias ao nível das associações empresariais nos dois lados do Atlântico. Para Maurício Laranjeira, o Brasil regista ainda “alguma falta de competitividade neste setor, mas acreditamos que com este intercâmbio com Portugal a situação pode começar a inverter-se”. Refira-se que o Estado de Pernambuco, com 9,5 milhões de habitantes, é a décima economia do Brasil.

Na sequência da visita do Presidente angolano, João Lourenço, ao nosso país, também uma comitiva de empresários angolanos visitou a EMAF, no âmbito do Fórum Económico Portugal-Angola. Numa nova era das relações luso-angolanos e com a economia de Luanda a conhecer um novo rumo, os empresários angolanos estão agora apostados na diversificação da economia através da transferência de tecnologia. Também a China teve uma delegação de visita à Exponor, onde decorreram seminários, debates e palestras sobre os principais desafios da indústria.

Para lá dos negócios que proporciona às empresas expositoras, a EMAF é também um impulso enorme para toda a economia local e regional, onde se enquadram a hotelaria, a restauração, transportes e comércio. A próxima edição regressará em 2020.
Fonte: MS Impacto
<< voltar