Ceranor levou à Exponor 9 mil profissionais do setor da decoração 12.10.2017
-
A Ceranor, a maior feira de decoração do País, levou à Exponor cerca de nove mil profissionais, reflexo da retoma que se tem vindo a verificar no setor da decoração. Desta forma, foi possível promover a troca de experiências e a identificação de oportunidades de negócio, permitindo a criação de sinergias fundamentais para alavancar uma área em constante mutação.

A presença de 130 expositores na Ceranor permitiu a estes profissionais terem uma visão global do marcado, através da comparação de preços e condições, a busca de produtos específicos, o contacto com as novidades ou as inovações tecnológicas mais recentes. A feira foi ainda palco de debates sobre questões que influenciam o comportamento do setor, como o marketing digital ou a melhor forma de expor um produto.

Uma feira que se apresentou setorizada, facilitando a visitação, mas permitindo ao mesmo tempo encontrar toda a cadeia de valor na arte da decoração, desde o mobiliário aos têxteis-lar, passando pelo gift e as artes decorativas. Os profissionais desta área vislumbram na Ceranor o grande momento profissional para preparar a época natalícia, identificando desde logo as tendências em cores e texturas para a estação de Inverno. Nos móveis, foi possível verificar uma grande predominância das formas orgânicas, com muitas curvas no design e materiais cada vez mais leves, para otimizar a cada vez maior falta de volumetria dos espaços. Nos têxteis-lar, destaque para um regresso dos veludos, com os tecidos a apresentarem-se mais sofisticados, mas ao mesmo tempo leves na padronização.

A Ceranor foi também o palco da prestigiada competição floral «Flowers World Portugal International Cup», que contou com participantes de diversos países, como Malásia, Rússia, Portugal, Espanha, Brasil, Arménia, Suécia, Geórgia e México. Um reforço do papel do designer florista profissional, numa competição com respeito pelas flores e pela vida selvagem e que promove o intercâmbio cultural entre diferentes países através da arte floral.

O recrutamento foi outro dos temas em debate, fruto das mudanças por que passa o setor. Luís Mouta Dias, consultor da Michael Page Retail, lembrou aos profissionais que o setor do retalho “tem crescido imenso, muito por força da revolução tecnológica a que temos assistido, com um peso significativo na retoma da economia”. E isso reflecte-se também na área do recrutamento. “Os recursos humanos nesta área estão agora muito ligados ao e-Commerce, até porque o comércio eletrónico registou, ultimamente, um crescimento na casa dos 45 por cento”, sustenta Luís Mouta Dias, frisando que a muito breve trecho “uma em cada quatro pessoas vai comprar em plataformas eletrónicas”.
Fonte: MSImpacto – Comunicação e Assessoria de Imprensa
<< voltar