Crescimento da Interdecoração e Export Home acompanha retoma do segmento ‘casa’ 02.02.2017
Exponor acolhe em simultâneo duas feiras que reúnem cerca de 150 expositores das áreas do mobiliário, iluminação e decoração
O mês de fevereiro marca o regresso dos certames dedicados à fileira casa na Exponor. A Interdecoração e a Export Home realizam-se em simultâneo, de 15 a 18 de fevereiro, disponibilizando uma melhor e mais integrada oferta com todas as soluções para a casa. As últimas criações na área da decoração estarão em exposição durante quatro dias nos dois salões que se relacionam e complementam respondendo às necessidades do mercado profissional.

Boa parte do recinto de feiras da Exponor estará então ocupada pelos cerca de 150 expositores que no conjunto das duas feiras representarão 24 mil metros quadrados de área expositiva. As empresas mostrarão as suas novidades ou das suas representadas a um público profissional de que fazem parte um conjunto significativo de visitantes estrangeiros, com Espanha e França a serem os países em destaque.

Todavia, o reconhecimento de que nas áreas do mobiliário, decoração, iluminação e estofos a indústria nacional é competitiva e competente chamou a presença de compradores de 24 países diferentes, que encontrarão nas feiras todo um ambiente informal e trendy que convida à celebração de negócios e parcerias futuras.

Um quadro que será visível, por exemplo, na Export Home, especialmente direcionada para o mercado mobiliário exportador, com várias happy hours a levarem os potenciais compradores a provar os vinhos portugueses das mais diferentes regiões demarcadas, enquanto tomam contacto com todas as propostas das empresas de mobiliário, iluminação e estofos.

A organização está confiante que estas duas feiras irão comprovar os sinais de revitalização da fileira casa e registam com satisfação um acréscimo de 35 por cento de empresas novas na Export Home e de 16 por cento de novas entradas na Interdecoração.

Ainda na Interdecoração, o conceito de feira aprazível para expositores e visitantes estará também presente com a criação de zonas segmentadas e de uma urbe que caberá no espaço «Pure Edition». Da esteira da arquiteta Alexandra Graf saiu a recriação do «urban beat» das grandes metrópoles, com o reboliço quotidiano nas ruas, as suas cores, texturas, aromas e revestimentos a servirem como uma fonte de inspiração. Quatro quarteirões com ruas e avenidas, demarcados por cores distintas, guiarão os visitantes pelos diferentes padrões que vão ditar as tendências para as estações mais quentes do ano.

Durante a Interdecoração será também possível apreciar a exposição «Lisbon Roots», que teve estreia em outro momento de mostra profissional da responsabilidade da Exponor. Depois de ter estado patente na Homeing, em Lisboa, estará agora em exposição nos quatro dias da feira, mostrando uma coleção de 10 tapetes da autoria de dez arquitetos e designers de interiores, produzidos por um dos produtores portugueses de referência, a Ferreira de Sá.

Branco sobre Branco, Casa do Passadiço, Cristina Jorge de Carvalho, Cristina Santos Silva, Ding Dong, Dino Gonçalves, Elsa Matias & Fernando Hipólito, Maria Barros, Pedro Guimarães e Pura Cal foram os que responderam ao desafio de passar a tapete a sua interpretação das raízes de Lisboa. As feiras estarão de portas abertas entre as 10 e as 19h00 durante os quatro dias.
Fonte: MS Impacto
<< voltar